terça-feira, 27 de junho de 2017

Tauromaquia - Património Cultural Imaterial da Humanidade

O Orçamento Participativo de Portugal (OPP) é um processo democrático, direto e universal, lançado pelo Governo português, através do qual as pessoas decidem sobre investimentos públicos em diferentes áreas de governação. 
No âmbito do OPP pretende-se promover a elevação da Tauromaquia a Património Cultural Imaterial da Humanidade. Para o conseguir, tem de votar seguindo as instruções da imagem 2.
(imagem 1)
(imagem 2)

Recomendações pós-Congresso Internacional sobre o Barranquenho : ponte entre línguas e culturas, passado, presente e futuro

Finalizado que foi o Congresso Internacional sobre o Barranquenho (realizado a 2 de junho de 2017), cremos que foram superadas as expetativas da organização. É nossa intenção continuar a trabalhar juntos com especialistas da Língua para podermos chegar a um público mais alargado por forma a informar e motivar a comunidade barranquenha. 
v
Em conjunto com a organização e o apoio da Cátedra em Património Imaterial da UNESCO, com sede na Universidade de Évora/CIDEHUS-EU/FCT, iremos dar os seguintes passos:
v
1 -  Efetuar a publicação dos textos dos participantes no Congresso em forma de livro.
2 - É nossa intenção a curto prazo, uma reunião com todas as instituições envolvidas no Congresso (Direção Regional da Cultura do Alentejo, Universidade de Évora/CIDEHUS-UÉ/FCT e Cátedra de Património Imaterial da UNESCO, Universidade Cumpletense de Madrid, Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, CIDLes, FRONTESPO), no sentido de elaborar/celebrar um protocolo por forma a existir uma coordenação das atividades, evitando assim as sobreposições.
3 - Preparar a candidatura para incluir o barranquenho na “Matriz de Património Cultural Imaterial”.
4 - Dinamizar, no âmbito da comunidade local, eventualmente com apoio científico, a recolha de elementos e/ou documentos sobre a língua, para implementação do “Arquivo Local”, para que fique o registo/memória do barranquenho no seu uso diário.
5 -  Institucionalização a curto prazo, segundo modelo organizativo a estudar de uma comissão para “tutelar” tudo quanto se refira à Língua e Cultura Barranquenha.
x
Queremos felicitar organização (Profª Doutora, María Victoria Navas Sánchez-Élez (Universidad Complutense de Madrid e Centro de Linguística da Universidade de Lisboa), Prof.ª Doutora, Maria Filomena Gonçalves (Universidade de Évora e CIDEHUS-UÉ/FCT), Dr.º Victor Correia (Universidade de Évora/CIDEHUS-UÉ/FCT) e Unidade da Ação Sociocultural da Câmara Municipal de Barrancos pelo trabalho efetuado, e que conduziu ao estrondoso êxito que foi o Congresso, motivação que nos leva a prosseguir na valorização do nosso Património Linguístico.
x
Nota
Recomendações retiradas do site da CMB em 20/06/2017
Painel de abertura do congresso, com Mª Vitória Navas, António Tereno,
Ana Paula Amendoeira e Themudo Barata
(Foto: HC, 02-06-2017)

As branduras do Sº João - manhãs fresquinhas

Depois de três semanas de calor tropical, com temperaturas a rondar as 43º/44ºC, veio uma semana mais fresquinha: domingo, dia 25, algumas nuvens e chuviscos, de tarde; segunda-feira, dia 26, manhã de nevoeiro, com ligeira subida de temperatura de tarde (30ºC). Hoje, terça-feira, dia 27, o dia amanheceu cinzento, e fresco: 17ºC às 7h30, podendo chegar aos 30ºC, ao longo do dia. Amanhã, quarta-feira, dia 28, previsão de aguaceiros....
Segundo a previsão meteorológica, só a partir de 2 de julho haverá nova subida da temperatura. Até lá, os dias serão mais frescos e agradáveis, com branduras matinais.
Torre do Relógio, num dia em que as cegonhas andam a treinar para sai dos ninhos
Foto: eB, 27-06-2017


segunda-feira, 26 de junho de 2017

Piscinas de Barrancos - um atrativo para o turismo

Enquanto os barranquenhos preferem outros locais mais frescos, como as esplanadas da estrada, por exemplo, a Piscina de Barrancos é cada vez mais um atrativo turístico e de lazer para centenas de pessoas provenientes de localidades vizinhas, sobretudo espanhóis, que semanalmente procuram passar o dia neste fantástico espaço. São jovens amigos, famílias, avós com netos, são colégios inteiros que nos procuram. Do lado português, recebemos gente de Santo Aleixo, Safara, Sobral, Ficalho e até Vila Nova de Sº Bento. De Espanha, com boas estradas, é frequente encontrar grupos de Cumbres, de Aroche, de Cortegano, de Jabugo, e vários outros locais. Muitos são migrantes espanhóis em zonas como Málaga, Barcelona ou Bilbao, que procuram passar um ou mais dias a desfrutar das piscinas de Barrancos.
Na imagem, em baixo, o autocarro que trouxe até Barrancos na passada semana, alunos, professores e encarregados de educação de uma escola de Jabugo, Espanha.
Autocarro de Jabugo
(Foto: eB, 21-06-2017)
Entrada do Complexo Municipal de Piscinas de Barrancos
(Foto: eB, 05-06-2017)

sábado, 24 de junho de 2017

Venezuela

Barrancos fica longe, mas quem recentemente ouviu relatos da tragédia em curso naquele que foi um dos países mais ricos da América Latina, não consegue ficar indiferente.
Contra um Estado paranóico, manifestações duram há 80 dias, registando um saldo de 75 mortes, atribuídas às autoridades que os deveriam proteger.
Há um venezuelano que quase todos os barranquenhos conhecem ou terão ouvido falar: Pepe Cámara, matador de touros. Que opinião terá ele sobre o que está a suceder no seu país?
Foto:  AP 

Barrancos Futebol Clube - falha eleição de órgãos sociais

A assembleia-geral do Barrancos FC, que decorreu no passado dia 20, terça-feira, não teve qualquer efeito, por falta de apresentação de listas. Da reunião, a única decisão que foi possível tomar foi a marcação de nova assembleia-geral, para o próximo dia 27 de junho, que ainda não se encontra divulgada.
Recorde-se que aquela assembleia-geral tinha como único ponto da ordem de trabalhos, a "eleição dos órgãos sociais do clube para o biénio 2018/2019", que deveriam entrar em funções de imediato para preparação da época desportiva 2017/2018, que começa já em setembro.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Eleições Autárquicas 2017 - PS Barrancos promove almoço para apresentação dos cabeças de Lista

O almoço, que conta com a secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, decorre no hotel Agarrocha, amanhã sábado, às 13h00.

Eh'pernegádo ou despatarrado - postura masculina abusiva

É verdade. Abusamos. Muito. 
Os espanhóis chamam-lhe "despatarre". Em barranquenho, dizemos "eh'pernegá" ou estar "eh'pernegádo". Qual o termo português para esta postura?

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Eleições Autárquicas 2017 - António Tereno será o mandatário da CDU Barrancos

De acordo com a Nota à Imprensa, hoje divulgada, António Tereno, atual presidente da câmara municipal de Barrancos, que não se pode recandidatar por limite de mandatos, será o mandatário da Lista da CDU às Eleições Autárquicas 2017.
Recorde-se que a CDU apresenta como cabeça de lista à Câmara Municipal de Barrancos, Isabel Sabino, atual vice-presidente da câmara, não sendo ainda conhecidos mais nomes.

Afinal a ponte do Ardila tem os "pés doentes"

A ponte sobre o rio Ardila, na EN 386, que liga Amareleja/Barrancos, tem problemas nos pilares centrais, confirmados por uma vistoria subaquática realizada recentemente pela empresa Infraestruturas de Portugal (InfraP)
A explicação, transmitida há dias à Câmara Municipal de Barrancos pela empresa (InfraP), na sequência do protesto apresentado pelo Município, foi comunicada pelo presidente da Câmara, António Tereno, na última assembleia municipal, que decorreu no passado dia 20 de junho.
Os problemas ora detetados num dos pilares, que pode colocar em causa a estabilidade da ponte, levou a empresa gestora das estradas a tomar a decisão de condicionamento do trânsito a veículos pesados com mais de 10 toneladas, a partir de 26 de maio de 2017.
Aguardemos agora a reparação conjunta da ponte e das estradas de acesso a Barrancos, a EN 386 e a EN 285, conforme reivindicação de há muito das entidades locais, e da própria Assembleia da República que aprovou recomendação ao governo nesse sentido.
Ponte do Ardila, sentido Barrancos/Amareleja
(Foto: eB, 14-06-2017)

terça-feira, 20 de junho de 2017

Decisões da assembleia municipal de Barrancos de 20 de junho de 2017

A Assembleia Municipal de Barrancos reunida esta noite no Salão Nobre dos Paços do Município de Barrancos, entre as 21h32 e as 22h20, resolveu:
1 - (aditamento) -  Manifestar um  voto de pesar e de condolências às famílias afetadas pelo trágico incêndios que devasta a zona de Pedrógão Grande desde a passada sexta-feira, dia 16 de junho 
2 - Aprovar, por maioria, com a abstenção dum membro que não tinha estado presente, a ata da reunião de 27/04/2017
3 - Tomar conhecimento o expediente diverso e de alguma informação complementar
4 - Tomar conhecimento da informação escrita do presidente da CMB e da situação financeira do Município
5 - Aprovar, por unanimidade, sob proposta da CMB, o Regulamento Municipal de Apascentação de Animais, a sua permanência e Trânsito em Locais Públicos.
6 - Aprovação, por unanimidade, a subscrição do capital social da AGDA (Águas Públicas do Alentejo), no valor de € 7769,44 (em 2017 e outro tanto em 2018), a que se refere a proposta da CM, aprovada pela deliberação nº 66/CM/2017, de 10/5, cujo quadro abaixo se reproduz:
Nota:
Este reforço do capital deve-se à saída de Ferreira do Alentejo, que bateu com a porta, alegando incumprimento contratual por parte da empresa AGDA.
Entretanto, soube-se agora que Aljustrel está "descontente com os serviços prestados por esta empresa à sua população".
Por enquanto, Barrancos não tem demonstrado publicamente desagrado, mas não deve estar muito contente com os serviços prestados por esta empresa, nomeadamente ao nível da qualidade da água, a pressão nalgumas zonas, e o caudal, para não falar do (des)investimento nas redes.

Quantos prédios rústicos e mistos sem dono conhecido teremos em Barrancos?

A propósito da tragédia dos incêndios em Pedrógão Grande, onde estão registadas 64 vítimas mortais e mais de 135 feridos, muitos deles graves (dados das 22h30, de 19/06/2017), regresso a um assunto já aqui noticiado em 07/11/2015, que não me parece tenha tido qualquetr desenvolvimento. E vão decorridos cerca de dois anos:
Falo da necessidade de identificação de terrenos abandonados, incultos ou sem donos conhecidos. As entidades privadas ou públicas, tal como qualquer pessoa a título individua, podem participar voluntariamente no processo de identificação de prédios, através do Formulário de Comunicação disponibilizado pela Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), cujo preenchimento pode ser feito em colaboração com qualquer das entidades que colabora na identificação, o qual pode ser remetido à DGADR através do endereço de correio eletrónico indicado.
De acordo com o artigo 3º da Lei nº 152/2015, de 14/9, as entidades com responsabilidades na matéria, estão os Municípios, a quem compete:
a) Colaborar na identificação dos prédios sem dono conhecido; 
b) Facultar o acesso das entidades à informação considerada relevante, designadamente alterações toponímicas, números de polícia e correspondência entre antigas e novas numerações e denominações.
Às juntas de freguesia compete colaborar: 
a) Na identificação dos prédios sem dono conhecido; 
b) Na divulgação do anúncio de intenção de disponibilização do prédio na bolsa de terras através da afixação de editais, nos termos do artigo seguinte.
Provavelmente, o leitor/visitante conhece ou tem conhecimento de terrenos abandonados ou sem donos conhecidos. Nesse caso, não hesite. Proceda ao preenchimento do formulário. O processo é um pouco complexo e burocrático, que carece de melhorias e ajustamentos, mas é um bom princípio para a controlar a anarquia de terreno e espaços abandonados que existem em todos os territórios.
Posto isto, alguém sabe dar a resposta à pergunta do título?
(imagem Banco Nacional de Terras)

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Assembleia Municipal de Barrancos reúne amanhã à noite (3ª sessão de 2017)


Barrancos Futebol Clube - assembleia geral marcada para amanhã

Nota Importante
A convocatória tem como único ponto da OT,
 a  eleição dos novos órgãos sociais do BFC para o biénio 2018/2019
(que corresponde às épocas desportivas 2017/2018 e 2018/2019)

Defesa do consumidor - Alerta de más práticas no setor da eletricidade

A ERSE - Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Energia, que se celebrou a 29 de maio, lançou a iniciativa “Alerta Más Práticas” destinada a identificar más práticas comerciais no setor da energia e formas de as evitar. 
Estes alertas, que pode consultar abaixo, pretendem contribuir para ter consumidores melhor preparados e exigentes na abordagem ao mercado de energia.



Governo atualizou as tabela de comparticipação às instituições sociais para 2017

O Governo e as entidades representativas do setor social assinaram no passado dia 3 de maio, o Compromisso de Cooperação para o Setor Solidário, para o biénio 2017-2018.
Na base deste compromisso está a renovação dos princípios do Pacto para a Cooperação e Solidariedade que durante décadas regeu a parceria entre o Estado e as instituições sociais.
Recorde-se que em Barrancos a única instituição social abrangida é o Lar Nossa Senhora da Conceição de Barrancos, que tem respostas sociais na área da infância (creche) e idosos (lar, centro de dia, e SAD).
Quadro da comparticipação financeira da Segurança Social por resposta social,
prevista no compromisso de cooperação 2017-2018
(ver aqui o documento na íntegra)

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Mini-tornados causam alguns estragos em Barrancos

O vento forte, que progrediu para mini-tornados localizados, depois da trovoada de pouca chuva desta tarde/noite, provocou prejuízos materiais, nalguns casos avultados, em habitações onde voaram telhas e toldos. No pinhão, pelo menos uma instalação pecuária ficou sem cobertura de chapas de zinco. A zona mais afetada terá sido o corredor miradouro, Pinhão e S. Bento, onde a rua ficou cheia de plásticos, papéis e até ramos de flores e de árvores. 
A temperatura, que rondava os 43ºC, desceu bruscamente para os 32ºC/34ºC, em pouco mais de duas horas.
Entretanto, segundo o IPMA, para amanhã sábado, Barrancos continua com aviso laranja, "com tempo Quente (22ºC/42ºC) - Persistência de valores elevados da temperatura máxima, e possibilidade de trovoadas para o final da tarde (entre as 16 e as 18h).
Um dos vários palheiros/casão destelhados na zona do Pinhão, Barrancos
(Fotos: eB, 17-06-2017)

Estradas - Não há fome que não dê em fartura! - parte II (ou III)

Primeiro, foi o CDS/PP, logo em fevereiro 2016,  depois o PSD (Projeto de Resolução 777/XIII), e o PS (Projeto de Resolução 782/XIII), um pouco antes a CDU, o BE, o PEV ... - todos "descobriram que as EN 258 e 386 são caminhos de cabras, estão uma m,,," e precisam ser reparadas. Vai daí, "recomendam ao governo que faça as obras".
Entretanto, as resoluções já foram aprovadas e publicadas, e a ponte sobre o Ardila, que aparentemente estaria sem problemas, se encontra condicionada a veículos pesados, desde 30 de maio. Em matéria de acessibilidades, estamos muito bem! Cada vez melhor.
Parlamento nacional (F. Arquivo)

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Barrancos protesta contra comportamento das Estradas de Portugal - Corte da ponte do Ardila provoca avultados prejuízos à economia local

A Câmara Municipal de Barrancos aprovou hoje, por unanimidade, uma Moção de Protesto contra o "comportamento da empresa Infraestruturas de Portugal, que procedeu ao condicionamento do acesso a Barrancos, pela EN 386 (corte da ponte sobre o Ardila), sem que dos fatos e fundamentos da decisão tivesse dado conhecimento prévio ao Município de Barrancos."
Conforme o eB já noticiou, os barraquenhos e utilizadores da EN 386 Barrancos/Amareleja, foram surpreendidos no passado dia 26 de maio, com a colocação de sinalética proibindo o trânsito na ponte do Ardila (Km 40,70), a veículos pesados com carga máxima superior a 10 toneladas. 
Entretanto, segundo a moção da Câmara Municipal, a empresa Infraestruturas de Portugal, gestora rodoviária, para além de ter ignorado o Município, a quem não informou previamente, continua sem divulgar o  motivo desta decisão. Na moção hoje aprovada, a CMB revela que já apresentou protestos ao ministro do sector (do Planeamento de das Infraestrutura) e à própria empresa Infraestruturas de Portugal, a quem solicitou a divulgação do relatório técnico que justificou o corte da ponte.
Ponte sobre o rio Ardila, EN 386 , sentido Barrancos/Amareleja
(Fotos: eB, 14-06-2017)
(Fonte: CMB)

Lar Residencial de Barrancos - há seis anos que mudou de casa

Faz hoje seis anos que abriu portas o novo Lar de Barrancos, oficialmente designado por Estrutura Residencial para Idosos de Barrancos.
Já passaram seis anos! 
Instalações do Lar e Creche de Barrancos
(Foto: Arquivo eB, 21-11-2011)

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Porque não te calas, já?*

*Quando alguém pede, o que todos estavam a pensar.
(imagem para colorir)

A padaria do Museu de Barrancos


A Associação de Reformados de Barrancos colaborou na iniciativa do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (18/04/2017), preparando uma amassadura de pão para as crianças do jardim-de-infância de Barrancos

Como está o tempo em Barrancos?

À hora do relógio, em baixo, já estavam 23ºC, prevendo-se que durante o dia possa ultrapassar os 40ºC!  Segundo a previsão do IPMA, as temperaturas elevadas poderão continuar durante os próximos 10 dias.
Torre do Relógio, Barrancos (Foto: 12-06-2017)